menu

Esta linha do tempo foi concepcionada e criada por

Anirban Ghosh.

Esta linha do tempo foi adaptada e traduzida para o português por

Juba Trajano

etrajano

Gilvanna Sato

gsato

Existem muitas pessoas no mundo que enfrentam violência e desigualdade simplesmente por conta de quem amam, como se vestem, ou quem são. Enquanto essa discriminação pode tomar forma de abuso físico, isso também acaba resultando na negação de direitos básicos como cuidados médicos, falta de emprego e abrigo, violência doméstica, abuso contra crianças, negação de direitos familiares e reconhecimento.


Já pensou como tudo isso começou? Essa linha do tempo traça a origem do movimento LGBTQI+ e os eventos que o moldaram com o passar do tempo.

Vamos começar do início.


195,000 anos atrás

Logo quando o homem moderno evolui e começa a andar pelo mundo.

9700 A.C.

Pedras com artes mesolíticas encontradas em Sicília na Itália são entendidas como as primeiras representações de comportamentos homossexuais. Incluindo figuras masculinas fálicas em pares. 

Ao mesmo tempo, representações sexuais em desenhos e figuras da era Neolítica e de Bronze foram encontrados na área Mediterrânea. Como um autor descreve, estes retratos representam uma figura humana do 'terceiro sexo' tendo busto feminino e genitália masculina ou sem distinção de características sexuais.


Um esqueleto de 5000 mil anos (datado de 2900 A.C), desenterrado de uma sepultura em um subúrbio de Praga, retrata um homem enterrado na roupa geralmente reservada para mulheres. Arqueologistas acreditam ser os restos de um indivíduo transgênero.

1500 A.C. Índia

Mudando para o subcontinente Indiano, por volta de 1500 A.C., quatro textos sagrados chamados Vedas são escritos.



Um deles, o Rig Veda, inclui uma linha em sânscrito, “Vikiti Evam Prakriti”, traduzindo para "o que não parece natural também é natural" o que alguns estudiosos acreditam que reconhece homossexualidade/transexualidade dimensões da vida humana, como todas as formas de diversidade.


O Mahabharata, um dos dois épicos da Índia antiga, escrito por volta de 400 A.C., apresenta o 'terceiro sexo' na forma de personagens íntegros, poderosos e dignos como Shikhandi e posteriormente Arjuna, na forma de Brihanalla.


Sappho: 630 A.C.

Do subcontinente Indiano, vamos viajar para a Grécia onde Sappho nasceu na Ilha de Lesbos.



Sappho, famosamente conhecida por sua poesia homoerótica, empresta seu nome e da sua terra natal, Lesbos para a definição de 'lesbianismo' ou 'sapphismo'. Ela foi incluída pelos Alexandrinos na lista dos nove poetas líricos, considerada digna de estudo crítico. Ela foi mais tarde exilada em 600 A.C.


Alexandre, o Grande

Trezentos anos depois, em 356 A.C., Alexandre, o Grande nasce na Grécia. Considerado como um dos maiores guerreiros de todos os tempos, estudiosos especulam que ele encontrou o amor em Hephaestion, seu amigo de infância. O tutor deles, Aristotle, descreve a amizade como "... uma alma que habita dois corpos".



400 A.C.

O antigo Kama Sutra escrito no subcontinente Indiano, menciona hijras na forma de tritiya prakriti (terceiro sexo). Eles/elas também são conhecidas como Aravanis ou Jogappas.


Muitos anos mais tarde, o britânico Raj tenta erradicar os hijras, que são vistos como 'uma brecha na decência pública'



1000 D.C.

Descobertas recentes de DNA de túmulos na Suécia provam que um dos célebres guerreiros Viking é uma mulher. Isto chama a atenção para preconceitos de gênero de pesquisadores que assumiram que todos os guerreiros eram homens.



1476

Por volta de 1476, o jovem Leonardo da Vinci de 24 anos e três rapazes são acusados de sodomia em um incidente envolvendo um prostituto muito conhecido. As acusações são retiradas por falta de evidência.

1500

Michelangelo começa a pintar a Capela Sistina. Um cristão devoto, ele está dividido entre seus desejos e sua fé.



O que muitos não sabem, é que ele se apaixonou e escreveu vários poemas para seus amantes. A natureza homoerótica aberta da sua poesia é uma fonte de desconforto para gerações posteriores. Sua própria família acha embaraçoso.


O sobrinho neto de Michelangelo, Michelangelo Buonarroti, o Jovem, publica seus poemas em 1623 com os pronomes de gênero trocados.

Apenas quando John Addington Symonds os traduz para o Inglês em 1893, que os gêneros originais são restaurados.



1564 - 1616

Estudiosos especulam que os sonetos de William Shakespeare revelam os desejos do autor pelo mesmo sexo.


1632

Rainha Christina reina como Rainha da Suécia de 1632 a 1654. Embora a questão sobre sua sexualidade tenha sido debatida, alguns historiadores confirmam que ela manteve relacionamentos heterossexual, não-sexual, lésbicos ou bissexual durante o curso de sua vida.


Um símbolo da Contra Reforma, ela é uma das poucas mulheres enterrada na Gruta do Vaticano. Em sua autobiografia (1681), Christina flerta com sua personalidade andrógena.


1860

Avançando mais adiante, a Índia, uma colônia Britânica, herda as leis anti sodomia da Grã-Bretanha na forma da Sessão 377.


1895

Para Londres, onde o julgamento de Oscar Wilde resultou nele sendo processado sob a Lei de Alteração do Direito Penal de 1885 para 'indecência grotesca'. Ele foi sentenciado em 2 anos de trabalho braçal na prisão, o que destruiu sua saúde e carreira.


Durante Janeiro e Março de 1897, ainda na prisão, Wilde escreve uma carta de 50,000 palavras, 'De Profundis' para seu amante, Lord Alfred Douglas.

Em 1896, a primeira revista gay do mundo é lançada em Berlim, chamada Der Eigene ('O Próprio').


Magnus Hirschfeld, um médico alemão, fundou o Comitê Científico-Humanitário em Maio de 1897 como um subconjunto do Instituto de Ciências da Sexualidade de Berlim, a primeira organização de direitos gay do mundo a lutar pelos direitos de pessoas gays, lésbicas e transgênero, com um foco na representação legal.


1928

The Well of Loneliness escrito por Radclyffe Hall, é publicado na Grã Bretanha e nos Estados Unidos. Isso provoca uma grande controvérsia legal e traz o tema da homossexualidade ao debate público.

1933

O Partido dos Trabalhadores Alemães Nacional-Socialistas banem grupos homossexuais. Entre 1933 e 1945, mais de 15000 homens gays são mortos em campos de concentração.


Um triângulo rosa é usado para marcar esses homens dentro dos campos. Originalmente concebido como um emblema de vergonha, o triângulo rosa (muitas vezes invertido de seu uso nazista) foi reivindicado como um símbolo internacional do orgulho gay e do movimento dos direitos dos homossexuais, e é o segundo mais popular depois da bandeira do arco íris.




1948 - Kinsey Reports

Os Kinsey Reports pelo biólogo e pioneiro dos estudos sobre a sexualidade humana, Alfred Kinsey abriu o caminho para uma exploração mais profunda da sexualidade.


1954

De um símbolo de orgulho, vamos falar sobre Alan Turing. Um matemático e gênio da computação, Turing é considerado o pai da computação moderna. Conhecido por ter solucionado a máquina Enigma do exército alemão na Segunda Guerra Mundial.


Ele cometeu suicídio por intoxicação por cianeto. Isso acontece 18 meses após ser punido por ser homossexual com a escolha de dois anos de prisão ou de um tratamento hormonal redutor da libido por um ano.

1969

Avancemos para as manifestações de Stonewall que ocorrem em 1969, na cidade de Nova York. Os últimos anos da década de 1960 são muito controversos, como muitos movimentos sociais/políticos, incluindo o Movimento dos Direitos Civis, a contracultura da década de 1960 e o movimento anti-guerra do Vietnã, estão ativos. Inspirado pelo espírito de rebelião no ar, as manifestações de Stonewall logo se tornam o evento mais significativo que leva ao movimento de libertação gay e à luta moderna pelos direitos LGBT+. O tumulto é uma demonstração de força contra a brutalidade policial, onde os indivíduos LGBT+ são freqüentemente monitorados, arbitrariamente revistados, torturados e humilhados nas prisões.


É importante ressaltar o papel de pessoas queer de cor que incluíram defensores proeminentes, como Marsha P. Johnson e Silvia Rivera que liderou o movimento.

1970

Avançando rapidamente para os anos setenta quando uma série de passos progressistas e que abriram caminho na história LGBTQ+ acontecem.


A Suécia se tornou o primeiro país no mundo a legalizar cirurgias de redesignação sexual e fornecer terapia hormonal grátis para indivíduos trans. Até essa época, numerosos médicos clandestinos assim como médicos qualificados estavam praticando choque terapêutico e tratamento de redução de libido para reprimir indivíduos homossexuais e transgêneros.


1973

A Associação Psiquiátrica Americana remove homossexualidade do seu Manual de Diagnóstico e Estatística de Distúrbios Mentais (DSM-II), com base em grande parte na pesquisa e advocacia da Evelyn Hooker.


Antes disso, o Conselho Federal da Faculdade de Psiquiatria da Austrália e da Nova Zelândia declara que a homossexualidade não é uma doença, o primeiro desses órgãos a fazê-lo no mundo.





Para a Índia onde Shakuntala Devi, uma criança prodígio em matemática e muitas vezes chamada de computador humano, publica o livro, “The World of Homosexuals” em 1977. Esse é considerado o primeiro estudo da homessexualidade na Índia. No livro dela, ela trata a homossexualidade de uma maneira brilhante e é considerado um pioneiro no campo.

1978

Em 1978, o ativista americano dos direitos dos homossexuais Harvey Milk é assassinado pelo ex-supervisor de San Francisco, Dan White.


No mesmo ano, a bandeira arco-íris é usada pela primeira vez como símbolo do orgulho homossexual. A bandeira do orgulho original desenhada por Gilbert Baker, tinha oito cores. Desde a sua estréia em 1978, o design sofreu várias revisões.


A variante mais comum consiste em seis listras: vermelho, laranja, amarelo, verde, azul e violeta.

1980s

Compulsory Heterosexuality and Lesbian Existence de Adrienne Rich é publicado.


A epidemia da AIDS se espalha nos EUA. Inicialmente percebida como uma doença que só infecta homens gays e bissexuais, é infamemente conhecida como a "imunodeficiência relacionada ao homossexualismo", "câncer gay", "disfunção imune adquirida na comunidade" e "síndrome do compromisso gay".


O ator Rock Hudson se torna uma das primeiras figuras pública a falecer de uma doença relacionada à AIDS.


Anos depois em novembro de 1991, Freddie Mercury morre devido a pneumonia brônquica resultante da AIDS.




2001

A Holanda se torna o primeiro país do mundo a legalizar o casamento entre pessoas do mesmo sexo.

2006

No Brasil, a parada do Orgulho LGBT da cidade de São Paulo entra pro Guiness Book como a maior parada LGBT do mundo, a Polícia Militar estimou o público em 2,5 milhões de pessoas.

2009

Avançando até os anos 2000, em um julgamento histórico, o Supremo Tribunal de Delhi prevê a disposição da Seção 377 do Código Penal Indiano que criminaliza os atos sexuais consensuais de adultos em particular, afirmando que viola o direito fundamental da vida e da liberdade e direito à igualdade, tal como está garantido na Constituição.





No Brasil, torna-se possível utilizar o nome social em serviços do governo como o SUS. Este direito vem aumentando com o passar dos anos, abrangendo desde inscrição no ENEM, uso em hospitais, escolas, universidades e registros de ocorrência.



2010

Gender Outlaws editado por Kate Bornstein e S. Bear Bergman é publicado. É considerado um trabalho inovador na compreensão de identidades de gênero não binárias, desafiando a ideologia do gênero e as narrativas transgêneros.

2013

Em 2013, Barack Obama menciona a palavra 'gay' e os problemas dos direitos homossexuais pela primeira vez num juramento presidencial nos Estados Unidos, durante o seu discurso inaugural.

No mesmo ano, numa série de declarações positivas, o Papa Francisco menciona que a igreja deveria se desculpar com pessoas homossexuais que se sentissem ofendidos e enfatizou que ninguém deveria ser marginalizado.

Também, a Suprema Corte da India revoga a decisão do Supremo Tribunal e re-criminaliza a homossexualidade defendendo a Seção 377.

O casamento civil entre pessoas do mesmo sexo começa a ser permitido em todos os cartórios do Brasil. Com isso, além do direito ao casamento, também é possível converter uniões estáveis homoafetivas em casamentos civis.



2016

Recentemente, em 2016, em uma boate gay em Orlando, 49 pessoas foram mortas e 58 feridas como resultado de um crime de ódio.









A Suprema Corte da Índia declara pessoas transgênero como 'terceiro gênero', afirmando que os direitos fundamentais garantidos sob a Constituição da Índia serão igualmente aplicáveis para membros da comunidade transgênero. Também garante a eles/elas o direito de se identificarem com seus gêneros como masculino, feminino ou terceiro gênero.

2017

Desde fevereiro de 2017, mais de 100 homens residentes da República da Chechênia, uma parte da Federação Russa, foram sequestrados, mantidos como prisioneiros, e torturados por autoridades devido a uma suposição de sua orientação sexual. Um número desconhecido desses homens foram reportados como mortos após serem mantidos em o que grupos de direitos humanos e testemunhas chamaram de campos de concentração.


SIM para a igualdade matrimonial


Em 14 de novembro, após uma pesquisa nacional com duração de dois meses na Austrália, os resultados saíram 'esmagadoramente' a favor da legalização do casamento entre pessoas do mesmo sexo. 61% da população votou para permitir o casamento entre pessoas do mesmo sexo.






O Superior Tribunal de Justiça do Brasil, decide que pessoas transexuais podem mudar o sexo registrado em sua identidade civil sem a necessidade de realizar a cirurgia de redesignação sexual.


Concluindo

Dizem que, desde vermes de intestino até primatas, a homossexualidade é encontrada em mais de 500 espécies. No entanto, homofobia é encontrado em apenas uma dessas espécies - humanos.


Durante a história, indivíduos trans e homossexuais ficaram no auge da violência inimaginável. Em casos extremos, isso inclui estupros e assassinatos, homicídios de honra, prisões arbitrárias, detenções ilegais, extorsões, violações corretivas e suicídio.


Leis anti gays em vários países em massa, legitimaram o terror que se desencadeia nos indivíduos LGBTQ+. Em adição a isso, muitos indivíduos são assediados no trabalho ou até perdem o mesmo, não possuem acesso igualitário à habitação e a cuidados de saúde, e muitas vezes são rejeitados por suas famílias, devido à sua identidade de gênero ou por conta de quem amam.

A luta por direitos LGBTQ+ pegou impulso. Por todo o mundo, debates, discussões e reformas nas leis estão redefinindo a forma como olhamos o gênero e a sexualidade.


Vamos juntas construir uma comunidade igualitária.

We are Technologists.

LET'S MAKE TECH A BETTER HOME.

FOR EVERYONE.