Enable javascript in your browser for better experience. Need to know to enable it? Go here.
Foto do CEO da Thoughtworks Guo Xiao

Carta do CEO

Guo Xiao

O ano passado nos forçou, como empresas e como indivíduos, a encarar os desafios que enfrentamos como sociedade e a necessidade urgente de mudança. Seja o fardo econômico e de saúde pública provocado pela pandemia em curso – um fardo que não tem sido dividido igualmente – ou a onda de protestos contra injustiça racial em todo o mundo, as desigualdades estão sendo expostas e exigindo nossa atenção de uma forma que não se via há décadas.

 

As conversas que esses desafios suscitaram foram difíceis e, muitas vezes, desconfortáveis. Mas nelas vejo muitos motivos para encorajamento e esperança. As causas em questão – justiça social, econômica e racial e a diversidade em todas as suas dimensões – vem sendo trabalhadas e discutidas por nós há mais de uma década. Ter uma cultura inclusiva tem sido uma prioridade desde a fundação da Thoughtworks. Construímos uma comunidade diversa de tecnologistas, formada por pessoas apaixonadas, com presença e perspectiva globais e fortemente compromissadas em aplicar suas habilidades para deixar transformações positivas no mundo.

 

Como demonstra este relatório, todos os dias e em todo o mundo, Thoughtworkers estão usando a tecnologia para confrontar e resolver problemas e desigualdades profundamente enraizados na sociedade. Mas, à medida que a tecnologia se torna mais intrínseca, também reconhecemos que ela pode criar ou agravar esses problemas. Nós refletimos, constantemente, sobre nossa própria prática e nosso privilégio e, quando buscamos criar impacto social, garantimos que seja sempre a serviço das comunidades e parcerias locais.

 

Até 2020, muito do nosso trabalho de diversidade, transformação social e sustentabilidade foi desenvolvido e conduzido em nossas regiões – uma abordagem que consideramos extremamente importante devido ao contexto cultural necessário para fazer o trabalho da maneira correta. Mas também percebemos que nosso crescimento exigia uma coordenação mais focada para garantir que estivéssemos olhando para nossa estratégia de negócios global com este mesmo olhar. 

 

Para isso, em outubro de 2020, lançamos o novo Escritório Global de Diversidade, Equidade, Inclusão, Sustentabilidade e Transformação Social (DEISSC). O escritório atua como um centro de excelência, apoiando e elevando os diversos projetos que nossos times estão executando nos 17 países em que operamos e, ao mesmo tempo, direciona a estratégia global para nossos objetivos de diversidade, equidade, inclusão, sustentabilidade e transformação social.

 

Nós acreditamos que questões como desigualdade de gênero e mudanças climáticas só podem ser resolvidas por meio da solidariedade global. Portanto, embora a maior parte do nosso trabalho seja gerenciada regionalmente, tudo o que fazemos está conectado às necessidades locais e ao esforço global mais amplo.

 

Tudo isso demonstra nossa determinação em colocar essas questões no centro de nossa organização. Nossa cultura, valores e foco na transformação social não são slogans fixados na parede. São prioridades que nos definem, nos tornam diferentes, nos permitem atrair e reter pessoas excepcionais e são essenciais para nosso sucesso como empresa. Esses objetivos me dão, assim como a todos os nossos times, a confiança de que, à medida que crescemos e apesar da magnitude dos desafios enfrentados como organização e como sociedade, continuaremos a criar um impacto positivo para stakeholders, para os países em que estamos presentes e para o mundo.

Nossa visão de transformação social