Master
Técnicas

ESBs disfarçados de gateways de API

NOT ON THE CURRENT EDITION
This blip is not on the current edition of the Radar. If it was on one of the last few editions it is likely that it is still relevant. If the blip is older it might no longer be relevant and our assessment might be different today. Unfortunately, we simply don't have the bandwidth to continuously review blips from previous editions of the RadarUnderstand more
Published: Oct 28, 2020
Oct 2020
Evite?

Há muito tempo alertamos contra barramentos de serviços empresariais centralizados (ESBs) e definimos "endpoints inteligentes, pipes burros" como uma das principais características de uma arquitetura de microsserviços. Infelizmente, estamos observando um padrão de ESBs tradicionais passando por processos de rebranding, criando um cenário de ESBs disfarçados de gateways de API , que naturalmente encorajam gateways de API excessivamente ambiciosos. Não se deixe enganar pelo marketing: independentemente do nome que você dê para isso, colocar a lógica de negócio (incluindo orquestração e transformação) em uma ferramenta centralizada cria um acoplamento arquitetural, diminui a transparência e aumenta o aprisionamento a fornecedoras sem vantagens aparentes. Os gateways de API ainda podem atuar como uma abstração útil para questões transversais, mas acreditamos que a inteligência deve residir nas próprias APIs.