Enable javascript in your browser for better experience. Need to know to enable it? Go here.
As informações desta página não estão completamente disponíveis no seu idioma de escolha. Esperamos disponibiliza-las integralmente em outros idiomas em breve. Para ter acesso às informações no idioma de sua preferência, faça o download do PDF aquí.
Atualizado em : Nov 20, 2019
NÃO ENTROU NA EDIÇÃO ATUAL
Este blip não está na edição atual do Radar. Se esteve em uma das últimas edições, é provável que ainda seja relevante. Se o blip for mais antigo, pode não ser mais relevante e nossa avaliação pode ser diferente hoje. Infelizmente, não conseguimos revisar continuamente todos os blips de edições anteriores do Radar. Saiba mais
Nov 2019
Experimente ? Vale a pena ir atrás. É importante entender como desenvolver essa capacidade. As empresas devem experimentar esta tecnologia em um projeto que possa lidar com o risco.

Muitas das soluções técnicas que construímos hoje rodam em ambientes cada vez mais complexos de polycloud ou nuvem híbrida com múltiplos componentes e serviços distribuídos. Sob essas circunstâncias, usamos dois princípios de segurança no começo de uma implementação: rede com zero confiança, ou seja, nunca confie na rede e sempre verifique; e o princípio do mínimo privilégio, dando o mínimo de permissões necessárias para realizar um trabalho em particular. Os sidecars para segurança de terminal são uma técnica comum que usamos para implementar esses princípios para aplicar controles de segurança em cada terminal de componente (ex.: APIs de serviços, armazéns de dados ou interface de controle Kubernetes). Fazemos isso usando um sidecar fora do processo – um processo ou um contêiner que é implantado ou agendado com cada serviço, compartilhando o mesmo contexto de execução, hospedagem e identidade. Open Policy Agent e Envoy são ferramentas que implementam essa técnica. Sidecars para segurança de terminal minimizam a área de cobertura confiável para um terminal local, em vez do perímetro de rede. Gostamos de ver a responsabilidade da configuração da política de segurança do sidecar com o time que é responsável pelo terminal e não um time centralizado separado.

May 2018
Avalie ? Vale a pena explorar com o objetivo de compreender como isso afetará sua empresa.

Microservices architecture, with a large number of services exposing their assets and capabilities through APIs and an increased attack surface, demand a zero trust security architecture — ‘never trust, always verify’. However, enforcing security controls for communication between services is often neglected, due to increased service code complexity and lack of libraries and language support in a polyglot environment. To get around this complexity, some teams delegate security to an out-of-process sidecar — a process or a container that is deployed and scheduled with each service sharing the same execution context, host and identity. Sidecars implement security capabilities, such as transparent encryption of the communication and TLS (Transport Layer Security) termination, as well as authentication and authorization of the calling service or the end user. We recommend you look into using Istio, linkerd or Envoy before implementing your own sidecars for endpoint security.

Nov 2017
Avalie ? Vale a pena explorar com o objetivo de compreender como isso afetará sua empresa.

Microservices architecture, with a large number of services exposing their assets and capabilities through APIs and an increased attack surface, demand a zero trust security architecture — ‘never trust, always verify’. However, enforcing security controls for communication between services is often neglected, due to increased service code complexity and lack of libraries and language support in a polyglot environment. To get around this complexity, some teams delegate security to an out-of-process sidecar — a process or a container that is deployed and scheduled with each service sharing the same execution context, host and identity. Sidecars implement security capabilities, such as transparent encryption of the communication and TLS (Transport Layer Security) termination, as well as authentication and authorization of the calling service or the end user. We recommend you look into using Istio, linkerd or Envoy before implementing your own sidecars for endpoint security.

Publicado : Nov 30, 2017
Radar

Baixar o Technology Radar Volume 26

English | Español | Português | 中文

Radar

Mantenha-se por dentro das tendências de tecnologia

 

Seja assinante

Visite nosso arquivo para acessar os volumes anteriores