Enable javascript in your browser for better experience. Need to know to enable it? Go here.
publicado : May 19, 2020
Not on the current edition
This blip is not on the current edition of the Radar. If it was on one of the last few editions it is likely that it is still relevant. If the blip is older it might no longer be relevant and our assessment might be different today. Unfortunately, we simply don't have the bandwidth to continuously review blips from previous editions of the Radar Understand more
May 2020
Experimente ? Vale a pena ir atrás. É importante entender como desenvolver essa capacidade. As empresas devem experimentar esta tecnologia em um projeto que possa lidar com o risco.

Mencionamos Goss, uma ferramenta para testes de provisionamento, em Radares anteriores, por exemplo, ao descrever a técnica de TDD em contêineres. Embora Goss nem sempre seja uma alternativa ao Serverspec, simplesmente por não oferecer a mesma quantidade de recursos, vale considerá-lo quando seus recursos atenderem às suas necessidades, principalmente por se tratar de um binário pequeno e independente (em vez de exigir um ambiente Ruby). Um antipadrão comum com o uso de ferramentas como Goss é a contabilidade de entrada dupla, na qual cada alteração nos arquivos de infraestrutura como código requer uma alteração correspondente nas asserções de teste. Esses testes exigem muita manutenção e, devido à estreita correspondência entre código e teste, as falhas ocorrem principalmente quando uma pessoa engenheira atualiza um lado e esquece o outro. E esses testes raramente detectam problemas genuínos.

Radar

Baixar o Technology Radar Volume 25

English | Español | Português | 中文

Radar

Mantenha-se por dentro das tendências de tecnologia

 

Seja assinante

Visite nosso arquivo para acessar os volumes anteriores