Enable javascript in your browser for better experience. Need to know to enable it? Go here.
As informações desta página não estão completamente disponíveis no seu idioma de escolha. Esperamos disponibiliza-las integralmente em outros idiomas em breve. Para ter acesso às informações no idioma de sua preferência, faça o download do PDF aquí.
Atualizado em : Apr 13, 2021
NÃO ENTROU NA EDIÇÃO ATUAL
Este blip não está na edição atual do Radar. Se esteve em uma das últimas edições, é provável que ainda seja relevante. Se o blip for mais antigo, pode não ser mais relevante e nossa avaliação pode ser diferente hoje. Infelizmente, não conseguimos revisar continuamente todos os blips de edições anteriores do Radar. Saiba mais
Apr 2021
Evite ? Prossiga com cautela.

Nosso posicionamento sobre "ser ágil antes de fazer ágil" e nossas opiniões sobre o tema não devem ser uma surpresa. Mas já que o SAFe™ (Scaled Agile Framework®), segundo relatório da Gartner de maio de 2019, é o framework ágil corporativo mais considerado e usado e, como vemos cada vez mais empresas passando por mudanças organizacionais, achamos que era hora de ampliar a conscientização sobre esse assunto novamente. Nós nos deparamos com organizações tendo dificuldades com os processos super padronizados e em fases super controladas do SAFe. Esses processos criam atritos na estrutura organizacional e em seu modelo operacional. O framework também pode promover silos na organização, impedindo que as plataformas se tornem de fato habilitadoras de recursos de negócios. O controle top-down gera desperdício no fluxo de valor e desestimula a criatividade dos talentos de engenharia, limitando a autonomia e a experimentação nos times. Em vez de medir esforço e se concentrar em cerimônias padronizadas, recomendamos uma abordagem e uma governança mais enxutas e orientadas a valor para ajudar a eliminar atritos organizacionais – como a abordagem EDGE –, além de uma avaliação de carga cognitiva do time, para identificar os tipos de time e determinar como podem interagir melhor entre eles.

Scaled Agile Framework® e SAFe™ são marcas registradas da Scaled Agile, Inc.

Apr 2016
Evite ? Prossiga com cautela.

The Scaled Agile Framework® (aka SAFe™ ) continues to gain mindshare in many organizations at scale. In addition, tools and certification are becoming a significant aspect of the adoption of SAFe™. We continue to be concerned that actual adoptions are prone to over-standardization and are tending towards large release practices, resulting in practices that hinder agile adoption. In its place, we continue to recommend lean approaches that include experimentation and incorporate continuous improvement practices like the Improvement Katas offer organizations a better model for scaling agile.

Scaled Agile Framework® and SAFe™ are trademarks of Scaled Agile, Inc.

Nov 2015
Evite ? Prossiga com cautela.
May 2015
Evite ? Prossiga com cautela.

Scaling agile across enterprises is a continuing challenge. Several approaches have been proposed, with SAFe™ being one gaining significant mindshare. While SAFe™ provides a useful checklist for areas of concern, they are easy to misuse, by introducing the same kind of large release tendencies like the release train and gated control processes that agile removes. Enterprises in particular look for a degree of commonality across endeavors that SAFe™ seems to provide, promoting aggressive standardization when some degree of customization provides significant value. Other lean approaches that include experimentation and incorporate continuous improvement practices like the Improvement Katas offer organizations a better model for scaling agile.

Scaled Agile Framework® and SAFe™ are trademarks of Scaled Agile, Inc.

Jan 2015
Evite ? Prossiga com cautela.
Publicado : Jan 28, 2015
Radar

Baixar o Technology Radar Volume 26

English | Español | Português | 中文

Radar

Mantenha-se por dentro das tendências de tecnologia

 

Seja assinante

Visite nosso arquivo para acessar os volumes anteriores