Enable javascript in your browser for better experience. Need to know to enable it? Go here.
Dez maneiras de otimizar sua busca por emprego

Dez maneiras de otimizar sua busca por emprego

Não importa se você está há meses se candidatando a vagas ou começou a buscar novas oportunidades profissionais recentemente: definitivamente existem maneiras boas e ruins de fazer sua pesquisa. Convidamos representantes do time de recrutamento da Thoughtworks de todo o mundo para reunir recomendações que podem ajudar você a otimizar sua busca. Aqui estão dez conselhos que vão do tático ao estratégico.

Mulher digitando em laptop

1. Faça sua lição de casa: Pesquisar a empresa é fundamental. Descubra pelo que a empresa é conhecida e mencione isso em sua primeira interação. Destaque seus interesses e experiências que correspondam à missão, às principais áreas de foco e ao direcionamento estratégico da empresa.

 

2. Exercite sua criatividade: reserve um tempo para se concentrar em treinamentos adicionais em sua área, ou talvez um curso criativo que pode não se aplicar diretamente à sua profissão, mas que possa render alguns aprendizados aplicáveis à sua nova função.

 

3. Qualidade acima de quantidade: tanto em termos de número de candidaturas submetidas como em tamanho do seu CV/currículo. Se uma pessoa está se candidatando a todas as vagas, é provável que não tenha o perfil adequado para muitas delas. Em vez disso, procure vagas que realmente lhe interessem, certifique-se de adaptar seu CV/currículo para destacar o que a empresa está procurando e invista em candidaturas de alta qualidade. Além disso, se você está apenas copiando e colando a descrição do trabalho de sua função anterior em seu CV/currículo, é hora de mudar. Personalize-o destacando o que você alcançou pessoalmente e quantificando sempre que possível.

 

4. Seja intencional: alinhe intencionalmente seu CV/currículo com os requisitos para a função de seu interesse (com base em sua formação e experiência profissional). Pessoas recrutadoras são especialistas em fazer 'triagens rápidas' em documentos — elas precisam ser, devido ao volume —, então facilite a identificação desse alinhamento.

 

5. Adapte sua abordagem: Construa um portfólio de CVs/currículos de acordo com função, nível ou tipo de empresa. Você pode criar uma versão que destaque uma experiência específica: talvez você queira destacar o trabalho em serviços financeiros e seu conhecimento de sistemas de tecnologia bancária... ou talvez queira destacar suas habilidades específicas em idiomas, ou talvez em .net. Tenha todas as suas bases cobertas!

 

6. Adote uma linguagem inclusiva: minha única dica ao enviar uma inscrição é considerar seu idioma e público em potencial desde o início. Estamos em 2020: "Prezados senhores" não deve iniciar nenhuma carta de apresentação ou email. Mantenha o texto simples e inclusivo. "Oi, Thoughtworks" atinge o alvo perfeitamente.

 

7. Acione sua rede: aproveite o networking informando aos seus contatos, colegas e familiares que você está procurando um emprego. Verifique o LinkedIn para checar se você tem conexão com alguém que trabalha na empresa para a qual está se candidatando. Caso você conheça alguém por lá, envie uma mensagem para obter mais informações sobre a oportunidade. Uma indicação pode encurtar um longo caminho.

 

8. Explore palavras-chave: Procurar um emprego é um trabalho em si. Leva tempo e paciência. Inclua em seu CV/currículo palavras-chave que ajudem pessoas recrutadoras a entender não apenas seus pontos fortes, como também seus interesses. Exemplos de palavras-chave para Thoughtworks: ágil, DevOps, CD/CI, TDD, programação em pares, código aberto etc. 

 

9. Aprenda com outras pessoas: Procure uma pessoa que possa ser sua mentora ou coach. Procure pessoas que você admira e peça para compartilharem suas experiência e recomendações. Às vezes mostrar iniciativa pode levar alguém que seja uma 'referência' a contratar você!

 

10. Reflita sobre o que não está funcionando: se você não obtiver sucesso de forma repetida em sua busca de emprego, reserve um momento para avaliar onde a desconexão está ocorrendo. Se você está recebendo muitas rejeições, o problema pode estar no seu currículo ou nos tipos de trabalho para os quais está se candidatando. Você deve ler atentamente cada descrição, avaliar a correspondência e confirmar se seu CV/currículo indica um encaixe óbvio. Se você receber uma rejeição na fase da entrevista, vá fundo para avaliar onde as conversas podem estar dando errado e pratique respostas para as perguntas mais frequentes em entrevistas.

Aviso: As afirmações e opiniões expressas neste artigo são de responsabilidade de quem o assina, e não necessariamente refletem as posições da Thoughtworks.

Fique por dentro dos nossos insights