Menu
May 2020
Avalie?

Um dos pontos fortes do Kubernetes é sua flexibilidade e variedade de possibilidades de configuração, juntamente com os mecanismos de configuração programáveis controlados por API e a visibilidade da linha de comando e controle usando arquivos de manifesto. No entanto, essa força também pode ser uma fraqueza: quando as implantações são complexas, ou ao gerenciar vários clusters, pode ser difícil obter uma imagem nítida do status geral por meio de argumentos e manifestos da linha de comando. Lens tenta resolver esse problema com um ambiente integrado para visualizar o estado atual do cluster e suas cargas de trabalho, visualizar métricas do cluster e alterar configurações através de um editor de texto incorporado . Em vez de uma interface simples de apontar e clicar, Lens reúne as ferramentas que um administrador executaria pela linha de comando em uma única interface navegável. Essa ferramenta é uma das várias abordagens que estão tentando domar a complexidade do gerenciamento do Kubernetes. Ainda temos não temos uma vencedor indiscutível neste espaço, mas Lens encontra um equilíbrio interessante entre uma UI gráfica e ferramentas apenas de linha de comando.