Menu
Técnicas

Trem de implantação

NOT ON THE CURRENT EDITION
This blip is not on the current edition of the radar. If it was on one of the last few editions it is likely that it is still relevant. If the blip is older it might no longer be relevant and our assessment might be different today. Unfortunately, we simply don't have the bandwidth to continuously review blips from previous editions of the radarUnderstand more
Apr 2019
Evite?

Temos visto organizações passarem de implantações pouco frequentes para uma cadência maior usando o conceito de trem de implantação. O trem de implantação é uma técnica para coordenar implantações em múltiplos times ou componentes que têm dependências de tempo de execução. Todas as implantações acontecem em uma agenda fixa e confiável, independente de todas as funcionalidades esperadas estarem prontas (o trem não espera por você, se você o perder, tem que esperar o próximo). Embora endossemos plenamente ter disciplina com implantações e demonstrações regulares de software funcionando, experimentamos sérios inconvenientes no médio e longo prazo, uma vez que isso reforça o acoplamento temporal em torno do sequenciamento de mudanças, e a qualidade pode diminuir à medida que os times se apressam para concluir funcionalidades. Preferimos focar nas abordagens arquiteturais e organizacionais necessárias para suportar implantações independentes. Embora o trem possa ser útil para acelerar times mais lentos, também o vemos impondo um limite máximo na velocidade com a qual times mais rápidos se movem. Acreditamos que é uma técnica que deve ser abordada com um bom grau de cautela.