Enable javascript in your browser for better experience. Need to know to enable it? Go here.
publicado : May 19, 2020
Not on the current edition
This blip is not on the current edition of the Radar. If it was on one of the last few editions it is likely that it is still relevant. If the blip is older it might no longer be relevant and our assessment might be different today. Unfortunately, we simply don't have the bandwidth to continuously review blips from previous editions of the Radar Understand more
May 2020
Adote ? Acreditamos firmemente que a indústria deveria adotar esses itens. Nós os usamos quando são apropriados em nossos projetos.

Acreditamos firmemente que a programação em pares melhora a qualidade do código, difunde conhecimento entre todo o time e permite a entregar software com mais rapidez. No mundo pós-COVID, no entanto, muitos times de software serão distribuídos ou totalmente remotas e, nessa situação, recomendamos pareamento remoto pragmático : ajustar as práticas de pareamento ao que é possível dadas as ferramentas disponíveis. Considere ferramentas como Visual Studio Live Share para uma colaboração eficiente e de baixa latência. Somente recorra ao compartilhamento de pixels se as duas pessoas participantes residirem em relativa proximidade geográfica e tiverem conexões de Internet de alta largura de banda. Junte pares que estejam em fusos horários semelhantes, em vez de esperar que o pareamento funcione independentemente da localização das pessoas participantes. Se o pareamento não estiver funcionando por razões logísticas, retorne a práticas como programação individual aumentada por meio de revisões de código, colaboração por pull-request (mas atente-se para branches de longa duração com Gitflow) ou sessões de pareamento mais curtas para partes críticas do código. Praticamos pareamento remoto há anos e achamos que ele é eficaz se realizado com uma dose de pragmatismo.

Radar

Baixar o Technology Radar Volume 25

English | Español | Português | 中文

Radar

Mantenha-se por dentro das tendências de tecnologia

 

Seja assinante

Visite nosso arquivo para acessar os volumes anteriores