Enable javascript in your browser for better experience. Need to know to enable it? Go here.
Perspectives 21 banner
Perspectives 21 banner
Edição #21 | Maio 2022

Superando a fadiga da inovação

Leia o relatório completo
Com as empresas cada vez mais avaliadas pela velocidade com que podem absorver mudanças e expandir, as lideranças se veem sob enorme pressão para investir em iniciativas que as definirão como referências em inovação.

 

Mas o constante e delicado equilíbrio entre tentar abrir novos caminhos e cumprir as prioridades de negócio do dia a dia está criando uma sensação de “fadiga da inovação” entre líderes empresariais. 

 

Nesta edição da Perspectives, o time de especialistas da Thoughtworks explica como as organizações podem identificar e remover barreiras para uma transformação significativa e criar espaço para inovar para o crescimento futuro, mantendo a eficácia operacional no dia a dia.

Desafios organizacionais são a principal causa da fadiga da inovação

Desafios organizacionais são a principal causa da fadiga da inovação Desafios organizacionais são a principal causa da fadiga da inovação

Fonte: Wellspring

 

I. Definindo as várias dimensões da inovação

 

Limitar a definição de inovação a grandes ambições é muitas vezes a razão fundamental para a desilusão das organizações com sua própria escassez de progresso. De fato, a inovação em tecnologia assume mais frequentemente a forma de um refinamento ou reposicionamento do que o desenvolvimento de algo totalmente novo. Em vez de buscar exclusivamente inovações transformadoras de grande porte, construir um portfólio de iniciativas que abrangem diferentes “horizontes” de inovação é muitas vezes o caminho para se tornar mais competitiva e fornecer melhores resultados.

 

 

Definindo as várias dimensões da inovação

Definindo as várias dimensões da inovação Definindo as várias dimensões da inovação

Fonte: Thoughtworks

 

II. A base: abordando a dívida técnica por meio de uma abordagem de fatia fina

 

A “dívida técnica” que as empresas acumulam devido a restrições de tecnologia legada geralmente consome recursos financeiros e humanos que, de outra forma, poderiam ter sido direcionados para iniciativas de inovação. No entanto, muitas empresas, com alguma justificativa, veem a modernização de sua infraestrutura de tecnologia como um empreendimento enorme e potencialmente problemático. Adotar uma abordagem de 'fatia fina' pode ajudar a organização a fazer uma transição mais suave para uma infraestrutura pronta para inovação, minimizando a disrupção e os custos iniciais e, fundamentalmente, tornando mais fácil a adoção da mudança.


“Não podemos explodir a casa inteira ou construir uma nova casa para que você se mude lentamente. Temos que reformar a casa em que você está, porque é assim que você ganha dinheiro.” 

 

Richard Kick
Head of Engineering Delivery Excellence, Thoughtworks


 

III. Vários caminhos para uma cultura pronta para a mudança

 

Embora a infraestrutura possa impedir a estratégia de inovação de uma organização, os desafios de talento e o medo absoluto da mudança costumam ser os verdadeiros obstáculos ao progresso. Vender as pessoas de acordo com a visão, obter o tipo certo de liderança e construir uma cultura que abrace o aprendizado com o fracasso pode contribuir para o desenvolvimento de um ecossistema de inovação com raízes em toda a empresa.


“Quanto maior o movimento de uma simples otimização para algo que pode ser novo ou percebido como de maior risco, mais inércia proporcional é gerada internamente na organização.”

 

Dave Elliman
Global Head of Technology, Thoughtworks 


 

IV. Governança e segurança

 

Na melhor das hipóteses, a inovação é baseada na espontaneidade e na criatividade, mas é necessário um conjunto de mecanismos de proteção para garantir que contribua para a estratégia abrangente da empresa. Ao decidir sobre as prioridades de inovação, as empresas devem ser sensíveis ao feedback de clientes e às tendências do setor, mas também corajosas o suficiente para definir sua própria direção. Os dados e a medição precisam desempenhar um papel na definição de como o progresso e o ROI realmente devem ser, e é cada vez mais vital que a definição de sucesso incorpore segurança e sustentabilidade, além de considerações financeiras.

 

V. Inovação ‘estrela-guia’: exemplos podem ser inspiradores, mas toda empresa precisa encontrar suas próprias  

 

Sem o fardo da tecnologia legada, as organizações nativas digitalmente tendem a ter uma vantagem quando se trata de inovação. No entanto, mesmo empresas estabelecidas com históricos mais longos e infraestrutura datada podem ser ágeis quando adotam uma mentalidade de tolerância a falhas e fornecem confiança às pessoas em escala. A inovação está profundamente conectada ao propósito da organização e cada negócio precisa traçar seu próprio caminho, mas inovações verdadeiramente impactantes ecoarão muito além dos limites da empresa e do setor.

 


“Se você puder fornecer espaço para as pessoas inovarem como parte de seu trabalho, você terá mais ideias como resultado. Essas inovações serão incorporadas aos seus produtos sem que seja necessário financiá-los ou configurá-los de forma independente.”  

 

Andy Nolan
Director of Emerging Technologies, Thoughtworks


Perspectives na sua caixa de entrada

 

Insights de tecnologia e negócios para líderes digitais.

 

Inscreva-se para receber artigos, podcasts, vídeos e convites para eventos e webinars com os pontos de vista de especialistas da Thoughtworks sobre temas relevantes.

Marketo Form ID is invalid !!!