Menu

É preciso ir além da excelência técnica

Antes de entrar na ThoughtWorks, meu foco estava em evoluir tecnicamente, assim como muitos desenvolvedores apaixonados por aí afora. As pessoas que eu admirava eram tecnologistas com um senso crítico muito aguçado sobre as tecnologias em uso, e que viviam buscando e estudando coisas novas. Inspirado por eles, eu vivia com um backlog lotado de livros e artigos da internet - sobre linguagens, ferramentas, frameworks, paradigmas. Sempre estive ansioso para usar essas coisas no trabalho e um dia, quem sabe, ser também uma inspiração para alguém.

Então entrei na ThoughtWorks e subitamente me vi trabalhando com algumas das pessoas que eu já admirava. E minha impressão de fora se confirmou: todo mundo é talentoso e apaixonado pelo que faz. E a lista de pessoas que eu admiro não parou de crescer. A cada projeto de que participo, eu encontro pessoas que me surpreendem com seu conhecimento e sua atitude, e cada uma delas impacta minha carreira de uma maneira diferente.

Logo percebi que focar apenas no trabalho não é bom para os times de projeto. Percebi que times que conviviam melhor tinham projetos mais exitosos. Essa conclusão foi baseada em observações no trabalho. Notei que quando os colegas não se cumprimentavam no início e no fim do dia, não tiravam um tempinho para se conhecerem no almoço, em um café ou jogando alguma coisa, isso contribuía para certa falta de confiança na relação do time.

A day at a ThoughtWorks office

A partir disso eu notei que times de sucesso eram aqueles nos quais as pessoas tinham uma excelência técnica extraordinária, mas que também gostavam de cultivar boas relações. Causava uma sensação estranha quando um time focava apenas na excelência técnica, porque trabalhamos em um escritório vibrante e acolhedor e não conseguíamos aproveitá-lo com nosso time. Por outro lado, em times nos quais havia a combinação de sólida experiência técnica com um desejo compartilhado de conhecer uns aos outros além do profissional, o clima era muito mais leve e agradável, o que melhorava o trabalho.

Conclui o óbvio - o esforço que empregamos para desenvolver relações interpessoais dentro do time tem impacto no ambiente em que o time trabalha. Isso, por sua vez, tem impacto no sucesso do time.

É impossível descrever os jeitos ideais de se comportar, uma vez que há inúmeros fatores culturais e individuais que influenciam esses padrões de comportamento. Mas eu gostaria de expor aqui algumas ações que, se tomadas por todo o time, podem ajudar a melhorar o ambiente:

  • Invista no relacionamento com seus colegas de time. Procure aprender o máximo que puder sobre eles, como seus gostos e interesses. Esse conhecimento ajuda vocês a se conectarem. Mas lembre-se sempre de respeitar a privacidade: tome cuidado para não ultrapassar nenhum limite, especialmente se sentir que está falando de algo que deixa seu colega desconfortável.
  • Não force a barra. Saiba aguardar o momento certo para estreitar o relacionamento e aproveite esse momento quando ele chegar. Lembre-se: ninguém terá vontade de dividir nada se você estiver forçando a situação. Deve ser espontâneo. Por exemplo, digamos que você pergunte a alguém do time sobre suas motivações. Como você obteria a melhor resposta - marcando uma reunião e fazendo um questionamento formal, ou construindo familiaridade com essa pessoa para perguntar em um momento oportuno?
  • Esteja atento às sutilezas. Seja observador. Repare nas pessoas ao seu redor. Por exemplo, prestar atenção à linguagem corporal de alguém enquanto fala pode dar sinais sobre o que os motiva. Esse tipo de sutileza pode ajudar você a estabelecer uma conexão com aquela pessoa mais adiante.
  • Pareie. Bastante. Procure parear com todos da equipe. Pareie com aquelas pessoas que você sente mais dificuldades ou desconforto ao parear. Parear com pessoas com quem você não tem familliaridade ajuda a aumentar a familiaridade e aproxima vocês; aprender a trabalhar em equipe é a melhor maneira de diminuir qualquer possível desconforto.
  • Frequente os eventos sociais que envolvem o time. Vá a team outings e passe algum tempo com os membros do time fora do ambiente de trabalho. Aprender a relaxar juntos dá ao time as ferramentas necessárias para acalmarem-se mutuamente em situações estressantes frente a desafios complexos. Evite perder oportunidades de construir relacionamentos e saiba o que faz seus colegas sorrirem. Além disso, nem pensar em falar só de trabalho nessas saídas.
  • Trabalhe ativamente para manter um ambiente leve! Cumprimente o time ao chegar e sair. Conte uma piada, uma história, ou apenas sorria para seus colegas de time de vez em quando. Estas ideias são apenas sugestões: descubra o que funciona melhor para manter o bom humor no seu time.

Have fun at work!
  • Dê e receba feedback constantemente. Não subestime o poder do feedback. Se você tiver algo a dizer a alguém do time, seja algo bom ou ruim, não guarde para você. Mostre que você se importa dizendo o que você acha que eles devem continuar fazendo e o que você sente que poderia ser diferente. Reduzir a formalidade do processo melhora a experiência para o time.

É claro que essa lista não esgota todas as possibilidades: é possível fazer muito mais. O que você tem a acrescentar? Compartilhe sua opinião! :)